segunda-feira, setembro 25, 2006

 

Every man is an island

Vim não sei de onde. Uma ilha? Descobrir o quê? Um ponto na paisagem de um dado sitio, numa determinada hora. Para quê? Uma passagem conturbada pelo tempo que passa, por um devir histórico que não perdoa. Para quê? Uma passagem, é isso, dirão alguns. Algo que se não formos capazes de esquecer, nos atordoa e aperta de encontro à margem. Tanto fomos assim seremos, e mais nada. Um ponto. Uma ilha.

Comments:
Bem... há umas ilhas bem grandes!
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?